Minha pequena coleção de grandes encantos

Minha pequena coleção de grandes encantos

0 Flares 0 Flares ×

Recentemente, eu tirei um tempo para descansar, recarregar a bateria e me reconectar comigo mesma. Alguns dias em lugares novos, uma agenda livre de compromissos e um olhar atento para os detalhes. Pronto, taí uma receitinha simples para férias cheias de “waaus”.

Lá na página da Waau Facebook, eu fui compartilhando alguns momentos que me encantaram ao longo desse período.  Agora, eu vou reunir todos eles aqui, além de te contar alguns “waaus” inéditos destas férias.

Waau nº1:

'Casa dela'. um restaurante pra se comer com os olhos, em Jericoacoara (CE). Pra cada canto que a gente olhava era um enfeite mais lindo que o outro, todos feitos artesanalmente, um charme que só. Essa gaiolinha/luminária feita com retalhos de tecidos e passarinho na porta ganhou meu coração. 

Waau nº 2:

Mágica em forma de palavras espalhadas pela orla de Fortaleza.

Waau nº3:

Ver o sol se por no mar.

E, não importa quantas vezes, você já tenha visto, cada dia é único e especial.

Waau nº4:

Pedir a conta e ser surpreendida com minibrigadeiros. Ainda por cima numa bandeijinha linda destas, feita de caixa de ovo decorada. (E foi no mesmo restaurante lá do primeiro Waau.)

Waau nº 5:

Uma loja de lembranças sem cara de loja de lembranças. Que você põe o pés literalmente na areia e que te dá uma embalagem para você costumizar com carimbos e carinho. (Quem saiu ganhando com essa foi meu pai!)

Waau nº 6:

Um cantinho cheio de cores e traços para recarregar a inspiração, nas ruas de Fortaleza.

Waau nº 7

Impressionante como o contato com a natureza me faz bem. Quanto mais perto dela, mais perto de mim eu me sinto.

(Jericoacoara ainda preserva muitos lugares com o meio ambiente intacto.)

 

Waau nº 8:

Um barzinho,  um violão, um VIOLINOe uma boa seleção de músicas populares. Impossível não se encantar.

Waau nº 9:

Mandalas: pra quem é apaixonada por elas foi uma delícia ver o trabalhos lindos e coloridos como esse espalhados pela cidade. (Também em Jericoacoara).

Waau nº 10:

Poder compartilhar amor, através da oficina Mandalas de Gratidão, com um grupo muito especial, os Carinhólogos Solidários.  (Aqui, em BH)

Além dessa listinha de "waaus", outras coisas me encantaram nestes dias:

. comer um autêntico acarajé na Bahia
. conhecer as "origens" do meu namorado, ver os locais onde ele passou por momentos tão importantes, como a casa da avó, e ser bem recebida pela família dele e pelos amigos
. deitar numa rede dentro de uma lagoa com água turquesa cristalina
. contemplar paisagens deslumbrantes
. descer uma duna de skibunda (detalhe: a parte de subir de volta não é nada encantadora)
. ver como, em locais tão simples, as pessoas estão mais abertas a confiar e ajudar as outras e como a gente não precisa de tanto luxo e tecnologia para ser feliz
. conhecer novas pessoas, é incrível como viagens nos dão abertura para isso
. depois de dias (maravilhosos) de sol, tomar chocolate quente pra aquecer o corpo e o coração  na volta à sua cidade (viajar é bom, mas voltar pra casa é bom demais!)

 

Gratidão é a palavra perfeita para resumir estes dias tão cheios de “waaus”.

As férias acabaram, mas a coleção não pode parar, por isso a minha dica (pra você e pra mim mesma) é: veja a vida com os olhos do encantamento.

Eu costumo dizer que só nos encanta aquilo que nos toca e que pra sermos tocados a gente precisa se abrir para novas experiências. O que te encanta? Os “waaus” estão espalhados por toda parte, basta a gente ficar atento e se cercar de pessoas e coisas que te inspire.

Ao identificarmos o que faz os nossos olhos brilharem, passamos a nos conhecer melhor e nos conectamos com nós mesmos. Quando perguntado sobre onde se pode encontrar o nosso próprio eu, o escritor austríaco Hugo von Hofmannsthal disse que "Sempre no mais profundo encantamento que experimentaste." Concorda?

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 Google+ 0 0 Flares ×

Apaixonada por palavras, cores e formas que provocam “waaus”. Facilitadora de fluxos criativos e encantadora de palavras e imagens. Acredito no poder de transformação pela escrita, pela arte e pelo artesanato.