Sobre o poder das palavras, do medo e do amor

Sobre o poder das palavras, do medo e do amor

1 Flares 1 Flares ×

Uma amiga querida compartilhou essa frase da foto aí de cima na semana passada. Sabe quando é exatamente o que você está precisando ouvir naquele momento? Na mesma hora, eu decidi que ela seria o meu “mantra” em 2015. Que a esperança, e o seu melhor amigo, o amor, guiariam as minhas decisões nesse novo ano. E num é que quando eu vou reler o caderninho onde eu faço o meu balanço de final de ano, agradeço pelo que passou e peço o que desejo para o ano seguinte, eu encontro exatamente essa mesma frase, anotada por mim há 3 anos atrás?

É, as palavras têm esse poder de provocar faíscas e gerar transformações dentro da gente. Algumas têm efeito imediato, são arrebatadoras. Outras podem levar anos para provocar uma ação, vão delicadamente esculpindo novos caminhos no nosso peito. Mesmo quando quietinhas, elas estão ali, fazendo o seu trabalho.

Mandela nem está mais entre a gente, mas as suas palavras ainda ecoam em muitos corações. Muita gente também diz ser dele esse próximo texto, e talvez esse engano ocorra exatamente porque de fato as ideias têm muita sinergia com as dele. Na verdade, palavras não têm donos. Palavras têm pais. E todo pai sabe que seus filhos pertecem ao mundo. Sendo assim, o pai, ou melhor, a mãe das próximas palavras foi Marianne Williamson.

“Nosso maior medo não é o de sermos incapazes.

Nosso maior medo é descobrir que somos muito mais poderosos do que pensamos.

É nossa luz e não nossas trevas, aquilo que mais nos assusta.

Vivemos nos perguntando: quem sou eu, que me julgo tão insignificante, para aceitar o desafio de ser brilhante, sedutora, talentosa, fabulosa?

Na verdade, por que não?

Procurar ser medíocre não vai ajudar em nada o mundo ou os nossos filhos.

Não existe nenhum mérito em diminuir nossos talentos, apenas para que os outros não se sintam inseguros ao nosso lado.

Nascemos para manifestar a glória de Deus – que está em todos, e não apenas em alguns eleitos. Quando tentamos mostrar esta glória, inconscientemente damos permissão para que nossos amigos possam também manifestá-la.

Quanto mais livres formos, mais livres tornamos aqueles que nos cercam.”

Marianne Williamson

 

 

Desde que eu ouvi a primeira vez, essas palavras nunca mais saíram de mim. Palavras também podem ser incorporadas. Algumas são até adotadas. Vão fazendo parte da gente de tal forma que nem teste de DNA poderá tirá-las de nós.

Sabe uma outra curiosidade sobre as palavras? Palavra puxa palavra. E relendo esse texto da Marianne, eu não pude deixar de pensar num vídeo simplesmente fantástico. Eu já o assisti várias vezes e, cada vez que eu vejo, me emociono, rio, percebo algo novo e que toca profundamente. Então, eu te faço um convite, quase intimação para dar o play, prometo que você não vai se arrepender. É com o fofo do Robert Happé, um filósofo holandês, que fala sobre o poder do medo x poder do amor.

 

Eu fiz um infográfico para você com as ideias principais do vídeo. Espero que você não se importe, eu acabei acrescentando umas palavras minhas nele também, é que às vezes as palavras são assim: atrevidas.

Despertar

 

Clicando nesse link você pode abaixar o infográfico do vídeo para você.

E, antes que eu me esqueça, tenho mais um presente, o pôster com a frase do Mandela para você imprimir e decorar da forma que quiser. O meu eu enfeitei com fofurices que ganhei de uma amiga.

Se as minhas palavras hoje tiverem despertado uma mínima centelha aí dentro de você, esse texto já vai ter valido a pena.
Em 2015, escolha a esperança. Escolha o amor. Permita-se encantar por você mesmo. Permita-se brilhar. Seja a sua melhor versão!

 

Essa mensagem foi originalmente escrita para compartilhar com os assinantes da Caixa de Waaus, a minha lista vip de e-mail, mas eu senti vontade de compartilhá-la com mais pessoas por isso a publiquei aqui. Se você também quer se cadastrar e receber palavras e imagens que provocam ‘waaus’ direto na sua caixa de e-mails é só clicar aqui.

 

1 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 1 Google+ 0 1 Flares ×

Apaixonada por palavras, cores e formas que provocam “waaus”. Facilitadora de fluxos criativos e encantadora de palavras e imagens. Acredito no poder de transformação pela escrita, pela arte e pelo artesanato.