Um novo olhar sobre o vazio

Um novo olhar sobre o vazio

0 Flares 0 Flares ×

Vazio: o que vem à sua mente diante dessa palavra?

Falta, ausência, angústia, incômodo, incompletude, solidão… É bem provável que essas associações podem ter vindo aos seus pensamentos. Estou certa?

Já parou para pensar como a nossa sociedade dá uma conotação negativa para o vazio?

Não sabemos como lidar com ele. O vazio do espaço, o vazio do tempo, o o vazio da mente. Ele está quase sempre associado à dor.

Na Índia, o vazio é chamado de shunya. Considerada uma palavra positiva, ela significa espaço sem fronteiras. Espaço. Sem fronteiras. Simples assim. Bonito isso, né?

O mestre espiritual Osho acredita que é do vazio que vem toda forma genuína de criação. A criatividade precisa de espaço na nossa mente para acontecer.

Após o parto, uma mãe se sente vazia. Ela precisa desse vazio para se reabastecer a energia que dedicou à sua cria. Uma árvore fica vazia quando se desfaz de suas folhas no outono. Ela precisa desse vazio para se proteger do frio e se preparar para o que vai nascer na primavera. E um artista se sente vazio quando dá luz à sua obra. Ele precisa se desfazer de seus pensamentos e de suas crenças para se encontrar consigo mesmo.  Ele precisa desse vazio para criar algo novo.

 

 

Um espaço vazio é um espaço cheio de possibilidades. Uma agenda vazia é uma agenda cheia de possibilidades. Uma mente vazia é uma mente cheia de possibilidades.

Acredito que aprender a ver o vazio assim, possa nos trazer mais tranquilidade. Ao invés de lidar com ele com angústia, podemos olhar para o vazio como um espaço para que o novo possa brotar em nós.

Do que você precisa se esvaziar para abrir espaço para a criatividade?

 

Quer receber textos como esse no seu e-mail? Faça o seu cadastro gratuito na Caixa de Waaus.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 Google+ 0 0 Flares ×

Apaixonada por palavras, cores e formas que provocam “waaus”. Facilitadora de fluxos criativos e encantadora de palavras e imagens. Acredito no poder de transformação pela escrita, pela arte e pelo artesanato.